II ENCONTRO COM OS PREFEITOS DA BAIXADA FLUMINENSE DISCUTIRÁ A CRIAÇÃO DA FRENTE DE VALORIZAÇÃO DA VIDA

A Diocese de Nova Iguaçu, o Centro de Direitos Humanos, o Fórum Grita Baixada e movimentos sociais da região convidam titulares, secretários e demais representantes do Poder Executivo dos municípios de Paracambi, Japeri, Queimados, Nova Iguaçu, Belford Roxo, Nilópolis e Mesquita para o Segundo Encontro de Gestores Públicos de 2017. Nessa segunda reunião, trataremos da criação da Frente Intermunicipal de Valorização da Vida (FIVV).

A Frente Intermunicipal de Valorização da Vida tem a missão de articular gestores públicos e sociedade civil organizada em prol de ações integradas para a Baixada Fluminense.  A premissa da Frente é que a Baixada Fluminense, apesar da particularidade de seus municípios, partilha problemas sociais comuns.  Por isso, os municípios tendem a se fortalecer e a resolver de forma mais econômica e eficiente seus problemas se contar com os benefícios de soluções coletivas e da integração de políticas públicas.

A partir da reunião passada pensamos em dois objetivos concretos que materializam os propósitos da Frente Intermunicipal para 2017 a 2019:

  1. Realizar no segundo semestre de 2017 o I Seminário Intermunicipal de Boas Práticas Governamentais de Valorização da Vida: Segurança, Saúde e Educação. Este Seminário será essencialmente para a troca de experiências de boas práticas governamentais, voltadas aos gestores públicos e convidados da sociedade civil organizada e que venham a contemplar mecanismos e estratégias de valorização da vida e de prevenção da violência em municípios brasileiros.
  1. Elaborar um cronograma e um guia com o passo-a-passo para a construção de planos municipais de prevenção da violência em 2018-2019, com enfoque no compromisso com a redução de homicídios.

Pauta do Encontro

  • Apresentação dos objetivos da Frente Intermunicipal para o triênio 2017-2019.
  • Encaminhamento concreto: apresentar até o dia 16 de junho um representante do governo que possa compor uma comissão de trabalho da Frente
LOCAL: Auditório do Centro de Formação de Líderes (CENFOR) situado a Rua Dom Adriano Hypolito, 8 bairro de Moquetá em Nova Iguaçu (ao lado do SESC).
DATA: 29 de maio, próxima segunda-feira  
HORÁRIO: 9h30min às 12 horas, seguido de almoço

LOCALIZAÇÃO

Pegar viaduto da Rua Dr. Barros Júnior. Em seguida pegar a segunda à direita na Travessa Virgínia, seguir até o cruzamento. Depois pegar a direita pela Rua Orlinda Wilman, seguir até uma pracinha, pegar a rua Maria Laura à direita e depois virar a primeira à esquerda.

Gestores Públicos da Baixada assinam Termo de Compromisso para a criação da Frente Intermunicipal de Valorização da Vida

 

Prefeitos e secretários do poder executivo de várias cidades da Baixada Fluminense se reuniram na manhã de segunda-feira na Diocese de Nova Iguaçu para assinatura do Termo de Compromisso Da Frente Intermunicipal de Valorização da Vida (FIVV), iniciativa criada pela Diocese em parceria com o Centro de Direitos Humanos, o Fórum Grita Baixada e movimentos sociais da região.

O grupo de trabalho advindo da Frente irá se responsabilizar pela troca de experiências de boas práticas governamentais, voltadas aos gestores públicos e sociedade civil, objetivando a criação de mecanismos e estratégias de valorização da vida e de prevenção da violência. Além disso, deverá ser elaborado um cronograma e um guia com o passo-a-passo para a construção de planos municipais no biênio 2018-2019, com enfoque no compromisso com a redução de homicídios.

A criação da FIVV foi elogiada por todos os representantes convidados. A secretária de educação de Nilópolis, Eva Maria de Melo, representando o prefeito Farid Abraão, disse que o projeto é ousado, porém se sentiu gratificada em participar do que chamou de um resgate da cidadania. “Nossa geração falhou em combater o estado de violência, que é culpa de nós gestores públicos. Nós permitimos que chegasse a esse ponto, mas com essa Frente podemos dar um salto. É preciso que valorizemos a Educação. As escolas precisam voltar a serem atrativas para os jovens”, disse.

A prefeitura de Paracambi compareceu em peso a reunião, sendo representada pelas secretarias de Educação, Ação Social, comando da Guarda Municipal local e parte do Conselho de Segurança da cidade.  A prefeita, Lucimar Ferreira, disse que para melhor eficiência da Frente, teria de ser priorizado um trabalho que contemplasse a Assistência Social. Ela também ressaltou, assim como outros componentes da mesa, o quanto a união dos municípios da Baixada é importante  nesse momento de crise financeira e fez coro com a secretária de Educação de Nilópolis n que se refere ao protagonismo da Educação como elemento formador de cidadania.

Já o vice-prefeito de Nova Iguaçu, Carlos Ferreira, disse que pretende estabelecer uma espécie de ocupação social nas comunidades do entorno da Estrada de Madureira, palco de conflitos entre traficantes e milicianos e de recentes ataques incendiários a ônibus.

O coordenador do Fórum Grita Baixada, Adriano de Araújo, disse que esse projeto é o primeiro do Brasil a contar com quase 10 cidades para a implementação de um trabalho em conjunto com essa especificidade. “Mas esse trabalho só vai dar certo, se houver prosseguimento e comprometimento dos envolvidos. A segurança pública não pode ser pensada apenas como um caso de polícia, mas como um conjunto de fatores que precisam ter o seu protagonismo, como a educação e a cidadania para se fazer ativa.”

As próximas etapas já foram definidas. No dia 15 de junho, as prefeituras irão apresentar os representantes de suas cidades para a composição oficial da Frente e dia 29 será marcada a primeira reunião de trabalho

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *