“MPB – MUSICAL POPULAR BRASILEIRO” ESTREIA EM 17/8 NO TEATRO SESC GINÁSTICO

 Com direção artística de Jarbas Homem de Mello, musical traz Negra Li e Erico Brás no elenco

Depois de cinco meses em cartaz em São Paulo, o espetáculo “MPB – Musical Popular Brasileiro estreia no dia 17 de agosto no Teatro Sesc Ginásticocom direção artística de Jarbas Homem de Mello, direção musical e arranjos de Miguel Briamonte e direção de movimentos e coreografias de Kátia Barros. A montagem carioca tem novidades com a entrada de Negra Li, que interpreta Suzete Campos, uma grande atriz de musicais. O elenco conta também com Érico BrásReiner TenenteDagoberto Feliz, Marcelo Góes e Vivian Albuquerque. As apresentações acontecem sexta e sábado, às 19h, e domingo, às 18h, até 9 de setembro. A realização é da Via Cultura e o patrocínio é da BB Seguros.

Idealizado por Renata Ferraz e Silvio Ferraz, “MPB – Musical Popular Brasileiro” tem texto inédito de Enéas Carlos Pereira e Edu Salemi e conta a história da filial brasileira de uma empresa multinacional, na expectativa da visita de seus investidores estrangeiros. Para impressionar os gringos e estimulá-los a investir ainda mais no país, a empresa decide preparar um grande espetáculo musical mostrando aquilo que, acreditam eles, o Brasil tem de melhor: sua música e sua gente.

“Em vez de escolher uma época ou estilo da música popular brasileira, tivemos a ideia de fazer um espetáculo atemporal que contasse com os grandes sucessos da MPB, com o humor e os arquétipos que permeiam o universo da cultura popular do brasileiro, permitindo que os espectadores acompanhem, cantando junto”, conta o diretor Jarbas Homem de Mello.

As coisas se complicam quando o diretor do espetáculo (Marcelo Góes) – um sujeito para lá de estressado – tem um piripaque dias antes da estreia e da chegada dos investidores. Entre a vida e a morte, ele vai parar às portas do céu e lá encontra dois anjos caídos (Jura e Gero, interpretados por Érico Brás Reiner Tenente), fugidos do Inferno, que tentam a qualquer custo um lugarzinho no Paraíso. Os dois oferecem ajuda para que o diretor volte à Terra, mas, em troca, ele precisa montar um grande espetáculo musical para impressionar o Altíssimo e assim garantir o lugar dos dois malandros no Céu.

Como elenco do musical, os dois prometem estrelas da MPB que já foram dessa para melhor. Enquanto isso, na Terra, a assistente de direção Clara (Vivian Albuquerque), tenta a qualquer custo colocar o espetáculo da empresa de pé. Mas assim na Terra como no Céu, as coisas não andam como deveriam. As confusões se multiplicam e, apenas com a intervenção de alguém totalmente inesperado, é que o trem volta outra vez aos trilhos.

“Acredito que a metalinguagem enriquece o texto, principalmente quando trabalhamos com elementos de uma linguagem teatral popular, o humor e o teatro de revista, e para tanto, o recurso de um espetáculo dentro do próprio espetáculo nos auxilia na autoironia, ou seja, na capacidade de rirmos de nós mesmos”, explica um dos autores Enéas Carlos Pereira.

O espetáculo tem cenografia e adereços de Marco Lima, iluminação de Fran Barros, figurinos de Fábio Namatame, visagismo de Dicko Lorenzo, direção de produção de Valdir Archanjo e Bira Saide e realização da ViaCultura. O patrocínio é da BB Seguros.

MPB MUSICAL POPULAR BRASILEIRO

Teatro SESC Ginástico – Av. Graça Aranha 187, Centro. Tel.: (21) 2279-4027

Temporada: de 17/8 a 09/9 – sexta e sábado, às 19h, domingo, às 18h.

Ingressos: R$ 7,50 (habilitado SESC), R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira)

Duração: 120 minutos. Classificação etária: 10 anos. Lotação: 513 lugares.