“Jesus, Uma Reportagem” é a primeira vez em que a vida de Cristo é contada pelo jornalismo investigativo

Você nunca mais enxergará Jesus da mesma forma depois deste livro. A história que é contada há 2.000 anos ou pela lupa científica ou pela religiosa é exposta pela primeira vez em formato de reportagem investigativa, com abordagem de todas as fontes, em “Jesus, Uma Reportagem – A investigação completa sobre como um galileu comum foi reconhecido Deus”.

 Luiz Pimentel foi a Israel, mergulhou nas escrituras que foram aprovadas pela Igreja e viraram o Novo Testamento assim como nos evangelhos proibidos, escutou todas as fontes científicas sobre os feitos e ditos de Jesus, abordou os historiadores e suas obras sobre o Jesus histórico e remonta o quebra-cabeças sobre quem foi ele de verdade a partir de todas as peças do tabuleiro, e não apenas pelo recorte mais conveniente à Igreja ou à ciência.

Nas palavras do jornalista Nirlando Beirão, que assina o prefácio, “com espantoso domínio dos textos bíblicos e das pesquisas científicas, o jornalista vai além da curiosidade sobre Jesus de carne e osso e busca entender toda a história”.

Até hoje, nosso conhecimento acaba sendo uma coletânea de passagens dos quatro evangelhos, extraindo pedaços de cada para compor a narrativa.

  “No decorrer de toda a trajetória do livro fui quebrando algumas crenças e construindo novas. As evidências mostram que ele não nasceu em Belém nem no dia 25 de Dezembro do ano zero, mas possivelmente quatro anos antes e em Nazaré. Que os quatro evangelhos não foram escritos pelos atribuídos autores, Mateus, Marcos, Lucas e João. Que a Igreja construiu meio que sem querer a maior peça de propaganda da história mundial ao escolher os livros que entrariam no Novo Testamento, e que não fez um bom trabalho de destruição dos ‘evangelhos proibidos‘. E que os cientistas podem duvidar dos milagres atribuídos a Jesus, mas não conseguem explicar alguns em que as evidências perduram até hoje. É uma tentativa de retratar minimamente à altura um ser humano que, em um dos períodos mais hostis e violentos da humanidade, trouxe e conseguiu espalhar a mensagem de paz e amorosa, e que deixou como legado a mensagem de, creia ou não, a morte Dele como ser humano e sua ressurreição como Filho de Deus mostra que tudo o que praticamos na Terra segue reverberando após o que acreditamos ser o ato final – aquele que batizamos de morte”, diz o autor.

________________________________________________________________________

Trecho do livro

“Estamos falando do mais fantástico e fenomenal ser (humano ou divino) da História. De toda a História. Um ser para o qual existem cerca de um milhão de edifícios construídos, entre igrejas, capelas, basilicas, abadias, templos e catedrais.

(…)Falamos da crença de 32% da população mundial, em suas 40 mil leituras e modos de enxergar o Cristianismo. São 2,2 bilhões de pessoas que seguem Jesus Cristo. Mais de 78 milhões de exemplares da Bíblias são produzidas anualmente em um planeta onde a extremidade do universo supostamente se encontra, segundo a ciência, a 90 bilhões de trilhões de milhas de distância. Se reduzirmos o espaço apenas ao nosso sistema solar, foi constatado que este ocupa um trilionésimo do espaço conhecido. Reforço aqui a palavra conhecido.

Esta mesma Terra que habitamos tem 6 trilhões de toneladas e movimenta-se a 106 mil km/h em volta do Sol, de onde cada raio de luz demora cerca de oito minutos para nos atingir.

Reduza a proporção e pense em um grão de areia. Cada um possui 22 quintilhões de átomos (22 seguido de 18 zeros).

Ou pense no seu corpo, que a cada 28 dias tem a pele inteira nova e que é completamente renovado a cada nove anos. Corpo este que comporta 206 ossos e 100 bilhões de neurônios.

Coloque tudo na mesma balança e verá que é impossível enxergar tudo.

O que podemos ver é a integridade das histórias que os outros nos contam. Eis o objetivo desta reportagem. Chegar o mais perto possível do Jesus real, aquele que na tradução grega de termo hebraico ficou conhecido como Cristo.”

______________________________________________________________________

   Luiz Cesar Pimentel é jornalista, escritor e autor de seis livros: “Sem Pauta – Reportagens, Histórias e Fotos de um Jornalista pelo Mundo” (Ed. Seoman, 2005), “Você Tem que Ouvir Isso!” (Ed. Seoman, 2011), “Pitty – Cronografia: Uma Trajetória em Fotos” (Edições Ideal, 2012), “Ronnie Von, o Príncipe que Poderia Ser Rei” (Editora Planeta, 2014), “Rick Bonadio, 30 Anos de Música” (Editora Seoman/Pensamento, 2016) e “Manual do Estilo de Vida”(Editora Legacy, 2017).

Especialista em Mídia Digital e Estratégia de Conteúdo pela Universidade de Berkeley e pelo Poynter Institute, tem carreira nos principais veículos de comunicação do país.

Começou como repórter da Folha de S. Paulo, trabalhou como correspondente internacional na Ásia, foi editor da revista Trip, gerente do portal UOL e diretor do portal Virgula. Foi diretor do Myspace no Brasil, e participou da criação do Portal R7, onde foi diretor de conteúdo por oito anos, quando o levou à liderança da Internet brasileira.

Também escreve para algumas das principais revistas brasileiras como Rolling Stone, Elle e Playboy.  ___________________________________________________

    Jesus, Uma Reportagem (editora Seoman/Pensamento, 2018)

Preço sugerido: R$ 39,90

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.