RADIO POEMA.com 

Hilda Hilst pede contato tem première mundial na Flip

Festa Literária realiza sessões no restaurado Cinema da Praça

​Crédito: Guido Nietmam/Divulgação

O Cinema da Praça oferece uma programação de cinema com projetos apoiados pela Petrobras, selecionados especialmente para a 16ª edição da Flip, que acontece de 25 a 29 de julho, em Paraty. São filmes que dialogam com o Programa Principal e que tratam de assuntos que serão discutidos nos cinco dias da Festa Literária. Haverá também debates com os diretores de alguns filmes da programação.

Localizado em um casarão histórico, na Praça da Matriz, o antigo Cinema de Paraty funcionou até 1973, quando o espaço passou a ser utilizado para outras finalidades. Em 2016, a Prefeitura de Paraty iniciou o projeto arquitetônico de restauro do sobrado, que será reinaugurado no dia 19 de julho, às vésperas da Flip 2018. Durante a Festa Literária, haverá exibição de curtas e longas-metragens, e debates em torno da produção audiovisual da cidade.

O Cinema da Praça conta com 78 lugares e 1 lugar para obeso. A programação é gratuita mediante distribuição de senha na porta do cinema com uma hora de antecedência.

Sessão de cinema 

Nos dias da Flip, o Cinema da Praça oferecerá uma programação de longas-metragens selecionados especialmente para a Festa Literária, com filmes que dialogam com o Programa Principal. Algumas exibições vão contar com a presença de diretores.

Na première mundial do filme Hilda Hilst pede contato, dirigido por Gabriela Greeb – que participa da Flip na mesa Performance sonora – arquivos pessoais de som e de imagem, entrevistas, encontros e intervenções pessoais buscam a memória e a presença da escritora Hilda Hilst em seu cotidiano na Casa do Sol, chácara onde vivia em Campinas.

​Cena do filme Hilda Hilst pede contato, de Gabriela Greeb | Crédito: Reprodução

As demais sessões de longa-metragem são filmes integrantes do projeto Sessão Vitrine Petrobras, que garante espaço nos cinemas para os filmes dos novos realizadores brasileiros, em mais de 20 cidades a cada mês. Na Flip, teremos exibição de três filmes do projeto, todos com debate com os diretores após a exibição.

Severina, de Felipe Hirsch, conta a história de um livreiro melancólico e aspirante a escritor, que vê sua vida transformada pelas aparições e pelos sumiços de sua nova musa, que rouba livros de sua livraria.

No filme Unicórnio, de Eduardo Nunes, ainda inédito nos cinemas e inspirado em obra de Hilda Hilst, o olhar de Maria conduz a narrativa de uma vida rústica no campo, onde a menina e sua mãe esperam pela volta do pai; a relação entre as duas se transforma com a chegada de outro homem.

No documentário Torquato Neto – Todas as horas do fim, de Eduardo Ades e Marcus Fernando, acompanhamos a trajetória do poeta piauiense que atuou em múltiplas frentes – como o cinema, a música e o jornalismo –, engajando-se na revolução que mudou os rumos da cultura brasileira nos anos 1960 e 1970, sempre vivendo as rupturas apaixonadamente.

Sessão Secretaria de Cultura

A Secretaria de Cultura de Paraty promoverá uma mesa—“Paraty Cidade Criativa da UNESCO”—e quatro programações abordando a produção cultural na cidade: “O audiovisual em Paraty”, seleção da produção atual realizada por jovens; “Paraty: Música em formação”, sobre a educação musical e o festival Estações Musicais em Paraty, incluindo um concerto de música de câmara com alunos da Casa da Cultura; “Retomando o cinema: A ocupação criativa”, com apresentações de coletivos jovens, e “O cinema em Paraty”, sobre os filmes realizados na cidade.

Sessão Anima Mundi

A 26ª edição do Festival Internacional de Animação do Brasil – Anima Mundi – que também conta com patrocínio da Petrobras – vai realizar oito programas de curtas-metragens durante a Flip. A parceria entre o festival e a Festa Literária tem o objetivo de diversificar suas programações e explorar as interseções entre literatura e animação, linguagens nas quais o Brasil se destaca pela qualidade de obras e de autores. As animações exibidas no Cinema da Praça integram a programação do Anima Mundi 2018, composta por 405 filmes de 40 países, destinados ao público infantil e adulto.

 

PROGRAMAÇÃO:

 Quarta-feira, 25 de julho

 

17h | sessão Secretaria de Cultura

Cinema da Praça

O audiovisual em Paraty

Quinta-feira, 26 de julho

 10h | sessão de curtas

Cinema da Praça

Sessão Anima Mundi 1

Infantil

 18h30 | sessão Secretaria de Cultura

Cinema da Praça

Vídeos do festival Estações Musicais em Paraty seguido de

Concerto de música de câmara com alunos da Casa da Cultura

 21h30 | sessão de cinema

Cinema da Praça

Hilda Hilst pede contato

de Gabriela Greeb

Sexta-feira, 27 de julho

 10h | sessão de curtas

Cinema da Praça

Anima Mundi 3

Infantil

 11h30 | sessão de curtas

Cinema da Praça

Anima Mundi 4

 

14h30 | sessão de cinema

Cinema da Praça

Torquato Neto — Todas as horas do fim

de Eduardo Ades e Marcus Fernando

17h | sessão Secretaria de Cultura

Cinema da Praça

Paraty, Cidade Criativa da Unesco

 18h30 | sessão Secretaria de Cultura

Cinema da Praça

Retomando o cinema: a ocupação criativa

apresentações de coletivos jovens

21h30 | sessão de cinema

Cinema da Praça

Severina

de Felipe Hirsch

Sábado, 28 de julho

 10h | sessão de curtas

Cinema da Praça

Anima Mundi 5

Infantil

 

11h30 | sessão de curtas

Cinema da Praça

Anima Mundi 6

 

14h30 | sessão de cinema

Cinema da Praça

Severina

de Felipe Hirsch

17h | sessão Secretaria de Cultura

Cinema da Praça

O cinema em Paraty

 21h30 | sessão de cinema

Cinema da Praça

Unicórnio

de Eduardo Nunes

Domingo, 29 de julho

 10h | sessão de curtas

Cinema da Praça

Anima Mundi 7

Infantil

 11h30 | sessão de curtas

Cinema da Praça

Anima Mundi 8

14h30 | sessão de cinema

Cinema da Praça

Torquato Neto — Todas as horas do fim

de Eduardo Ades e Marcus Fernando

 

Related posts