BUSINESS E NEGÓCIOS 

Exemplos financeiros: De que forma você educa seu filho?

Exemplos financeiros: De que forma você educa seu filho?

Você é o grande influenciador do seu filho

Atualmente, algumas escolas já estão iniciando a educação financeira aos seus alunos. Contudo, não podemos negar que a principal influência está dentro de casa, a forma como você utiliza, lida e gerencia as finanças geram exemplos financeiros aos filhos e esses exemplos podem influenciar todo o futuro financeiro deles e a realidade bancária (investidores x devedores).

Não adianta apenas falar, é preciso “ser”

Se erros não são compartilhados como forma de ensinar e explicar os riscos, a criança cresce aprendendo com as circunstâncias e enfrentando os obstáculos sozinha. E, na maioria das vezes sai caro esse aprendizado. Segundo pesquisas recentes, quase metade dos brasileiros entre 25 e 29 anos estão inadimplentes e isso acaba sendo levado para os anos futuros. Mediante este quadro atual, pais precisam refletir e avaliar sobre quais foram os seus exemplos financeiros, seus erros e de que forma está sendo passada a sua imagem no mercado. Tarefas importantes e fundamentais para realizar ajustes estratégicos e mudanças positivas no comportamento pessoal e no futuro de seus filhos.

 

Ensine a ter prazer em usufruir momentos de qualidade em família

Passear no shopping no final de semana pode ser tarefa divertida, mas se todo momento se traduzir em ‘gastos’, na necessidade de expor que os momentos de diversão utilizam sempre de recurso financeiro para proporcionar e compor a felicidade de estarem juntos, você estará apresentando aos seus filhos que “os bons momentos sempre estarão ligados a gastos, muitas horas de trabalho e poucas horas juntos”.

“A forma como o filho tem acesso a um brinquedo caro, mesadas altas, ou viagens com os amigos, podem influenciar a visão de facilidade de realização financeira e, talvez o futuro emprego não dê as mesmas oportunidades.” – explica a consultora financeira Aline Rodrigues, franquia Finapse.

É claro que não estamos aqui falando que você não pode ou não deve dar o que quiser para seus filhos, e até mesmo poder proporcionar a eles algo que você não teve. Porém, a comunicação financeira deve ser clara e aberta desde cedo, educando assim, seus filhos, a utilizarem os recursos com consciência e não cair em armadilhas de cartões de créditos atrasados, dívidas, empréstimos, como soluções dos problemas; e que o cheque especial possa ser utilizado como um complemento da renda.

Então, como posso fazer isso? Como que posso ser o exemplo para o meu filho?

Avalie os valores financeiros que você tem compartilhado e de que forma hoje os seus filhos se expressam financeiramente. Deixe uma educação financeira consciente, baseada, principalmente em exemplos a serem seguidos. Seguem algumas dicas:

  • Nunca diga “não temos dinheiro”. É possível adquirir a compra desejada, com organização e planejamento. Mostre como ele pode alcançar esse objetivo!
  • Comente sobre as necessidades básicas financeiras como, educação, alimentação, plano

de saúde, custos familiares. É preciso passar o olhar do que é “cuidar”, sem peso.

  • Organize suas contas e reserve um dinheiro para diversão;
  • Planeje a compra de algo mais caro, algo a ser adquirido a longo prazo. Por exemplo, a compra de imóvel, a troca de carro, uma viagem de férias, uma festa especial;
  • Mostre para seus filhos que você reserva um valor especialmente para doações. Isso é importantíssimo! Faça-o participar e se sentir confortável com essa

“Encontre o prazer em família nas coisas simples e viva momentos inesquecíveis. Como simplesmente, cozinhar junto com seus filhos. Prazer que gera emoção e grandes lembranças do início ao fim. Desde a idealização com compra de materiais, até a execução e degustação em família.” – completa a consultora.

 

 

 

 

    Instagram: @finapse_br Marcações – (21)98682-4434

Related posts