NOTÍCIAS TECNOLOGIA 

30º Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo

As Oficinas Kinoforum de Realização Audiovisual celebram a maioridade do projeto durante o 30º Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo

Dia 24/08, sábado, às 18h30, na Cinemateca, a celebração dos 18 anos das
Oficinas Kinoforum terá exibição Open Air de curtas especialmente selecionados para o evento

Em 2019 o projeto Oficinas Kinoforum de Realização Audiovisual completa 18 anos, tendo atendido cerca de 1.800 pessoas entre crianças, jovens e adultos de várias regiões da cidade e do estado de São Paulo. O 30° Festival Internacional de Curtas Metragens exibe as mais recentes produções dos alunos, incluindo curtas realizados em oficinas audiovisuais por moradores de albergues.
Quer aprender a fazer cinema de graça, ser reconhecido pelo mercado, surfar com autoridade nas ondas da sétima arte; quebrar preconceitos e ainda correr o risco de virar cineasta e ganhar prêmios nacionais e internacionais? Nesses 18 anos muitos jovens participaram de um total de 80 oficinas, resultando na produção de 320 curtas metragens.

As produções mais recentes, das Oficinas Kinoforum, foram realizadas com moradores de albergues e teve o patrocínio da Ericsson através do Proac ICMS. Foram ministradas aulas de direção, roteiro, edição, produção, interpretação para Cinema e TV e maquiagem em dois módulos. O resultado foram 19 curtas, feitos por mais de 100 alunos, muitos deles refletindo sobre a condição de rua dos seus realizadores. O projeto também ofereceu uma oficina audiovisual para crianças da região conhecida como Cracolândia, em São Paulo. Os realizadores vão assistir o resultado dos seus trabalhos nas salas de cinema que fazem parte do circuito do festival. A programação completa das exibições está logo abaixo.
Nesta recente parceria com a Ericsson o projeto reconheceu histórias de superação muito impactantes como o de moradores de rua trans que voltaram a estudar; um dos alunos após se recuperar de um vício iniciou um canal no Youtube; além de outras histórias de resgate de pessoas que voltaram para seus familiares após esta experiência.

 

Também neste ano foram realizados três curtas metragens em correalização com a Spcine na Oficina Módulo II. Os curtas “Afeto”, ”Onde a coruja faz seu ninho” e “Sorriso Negro” abordam questões importantes como racismo e abuso.
O projeto, que chega em sua maioridade em 2019, vai comemorar no sábado dia 24 de agosto, às 18h30, na Cinemateca Brasileira, numa sessão Open Air, durante o Festival, quando será exibida uma seleção dos curtas mais recentes produzidos pelo projeto.
No mesmo dia 24/08, além das comemorações de 18 anos também haverá uma palestra sobre Tecnologia das Coisas, às 16hs, ministrada por Marcelo Goldstein, na Sala Petrobrás. Atividade também gratuita. Basta chegar.

Crianças e Celebridades crias da casa
As crianças que participaram das Oficinas também terão uma exibição dos seus curtas no sábado, 25/08 às 15hs, na Cinemateca, com três curtas que foram desenvolvidos e inspirados nos sonhos das próprias crianças participantes. Os curtas apresentam temáticas variadas, com muito humor, aventura e suspense. Haverá ainda, no mesmo dia, logo após a sessão (a partir das 16hs), uma outra atividade: a Oficina de Cinema de Animação para Crianças. Será ministrada pela Matiz Filmes e promete encantar a meninada. A sessão e a Oficina de Cinema de Animação são atividades gratuitas, com censura livre e não requer inscrição prévia.

 

Mas um projeto que completa 18 anos não se faz em 18 dias, como no caso dessas Oficinas especiais. Muitas pessoas que contribuíram com o início do projeto, ou como alunos, ou como professores, hoje fazem a diferença no setor e representam muito bem o país em festivais no exterior.
Entre eles nomes como Beatriz Seigner, que foi aluna da primeira oficina em 2001 em Monte Azul, neste ano teve seu longa “Los Silencios” participando da Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes. Nádia Mangolini, ex-aluna e membro da equipe que atua com animação e já recebeu diversos prêmios, seu curta “Torre” é um dos premiados. Como colaboradores pedagógicos já participaram Alfredo Manevy, que foi presidente da Spcine, secretário executivo e secretário de políticas culturais do Ministério da Cultura. Victor-Hugo Borges também colaborou na equipe com sua experiência na área de animação, ele é o criador da prestigiada série “Historietas Assombradas”

 

O audiovisual tem o poder de transformar e criar novas visões de mundo; muitos alunos que participaram das Oficinas tiveram a oportunidade de refletir sobre sua própria realidade, ter voz e mudar a perspectiva a partir da construção fílmica e isso tudo está refletido nos mais de 320 filmes produzidos nessa jornada. O projeto inspira, emociona e provoca. A câmera e a linguagem audiovisual são excelentes ferramentas de inclusão social e cultural.
Programação
23/08 às 15h no Cine Olido – Sessão Oficinas Kinoforum 01
24/08 às 16h na Cinemateca Brasileira – Workshop “Tecnologia das Coisas”
24/08 às 18h30 Cinemateca Brasileira – Celebração dos 18 anos das Oficinas Kinoforum, com presença de moradores de albergue.
25/8 a partir das 15h na Cinemateca Brasileira – Sessão de curtas infantis + oficina de cinema de animação
27/08 às 15h e 17h no Cine Olido – Sessão Oficinas Kinoforum 02 e 03 – Com presença de moradores de albergue.
01/09 às 17h no CCSP – Mesa de Debate “Narrativas Audiovisuais e Periferias”
01/09 às 18h no CCSP – Sessão Oficinas Kinoforum 01

Programação completa do Festival no site: https://2019.kinoforum.org/

Endereços 
Cinemateca Brasileira – Largo Senador Raul Cardoso, 207, Vila Mariana
Cine Olido – Avenida São João, 473, Centro
Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro, 1000

 

Related posts